“Amo todo o universo da dança, pois ela é realmente a emoção expressa nos movimentos do corpo. E Não importa como você se sente, você simplesmente faz emergir aquele sentimento interior ”. (Michael Jackson).


“Você pode sempre sonhar, e seus sonhos se tornarão realidade, mas é você que tem que torná-los realidade”. (Michael Jackson).


3 de set de 2013

"Moon Walk": disputa homenageia 55 anos do nascimento de Michael Jackson

Se estivesse vivo, Michael Jackson completaria 55 anos na próxima quinta-feira (29). Para homenagear o rei do pop, o Legendários organizou uma disputa com três dançarinos. E não faltou o passo clássico do Michael, o "Moon Walk". Veja!




















11 de ago de 2013





Michael Jackson Covers – Moonwalk Urbano

Acho que todo jovem que nasceu nos anos 80, assim como eu, alguma vez já se flagrou lembrando de algum momento da infância em que colocou a mão no saco e gritou “aw!”, seguido de uma tentativa de fazer o “moonwalk” ao som de Black or White. Michael Jackson, o Rei do Pop, quebrou recordes e mais recordes do mercado fonográfico, revolucionou de várias formas o mundo da cultura e do entretenimento e hoje, infelizmente, é muitas vezes lembrado como “um negro que virou branco” ou “um suposto pedófilo”. Não, NÃO, não é nada disso! Michael é e sempre será uma referência para inúmeras pessoas e hoje eu gostaria de relatar um exemplo disso. Vou contar a história da dona Deise e de seus filhos, os Michael Jackson Covers da Avenida Paulista.
M3
M1Tudo começou em junho de 2009, data do falecimento de Michael Jackson, quando, assim como inúmeros fãs do cantor, dona Deise caiu em uma tristeza profunda com o ocorrido. Seu filho do meio, Felipe, trouxe um DVD do Michael para alegrar a mãe. Nisso o filho mais velho, Matheus, resolveu aprender os movimentos que o Michael fazia no show e, depois de algum treino, o jovem realmente conseguiu fazer os passos de uma forma muito parecida. Depois disso o Felipe e o caçula da casa, Davi, também aprenderam e o caminho pras ruas acabou sendo consequente.
Estive na Paulista no último domingo prestigiando o show dos covers e também para bater um papo com eles e, realmente, fiquei encantado com o que vi. Era uma tarde agradável, por volta das 17 horas, na frente do Center 3. Uma caixa de som e uma lona xadrez estavam sobre o chão formando um palco que era emoldurado pelo Conjunto Nacional e os carros que passavam em sua frente. Da caixa saiam os maiores sucessos do cantor enquanto os irmãos dançavam e dezenas de pessoas prestigiavam um show. Um showzaço. Era impossível assistir sem, pelo menos, mexer a perna. A semelhança com o verdadeiro Michael é incrível, vale a pena dar uma espiada no videozinho que eu gravei.
A Deise, que me explicou que os shows na Paulista são a forma de sustentar a casa, fez questão de ponderar, “a gente faz isso também por amor ao Michael”. Aliás, ela e o Felipe passaram uns bons minutos me explicando uma série de fatos e informações que defendem o cantor de toda e qualquer acusação. Eles pregam a conscientização e o respeito pela figura do Michael, que teria sofrido ataques de “peixes graúdos”, como gravadoras e instituições, para desmoraliza-lo. No meio dessa explicação passou uma van com alguns jovens gritando, “Michael, aw!”, o que abriu brecha para a Deise e o Felipe comentarem que esse tipo de brincadeira com a imagem do cantor é uma lastima, e de certa forma é a vitória desses “peixes graúdos”.
M2Também exaltaram a grandeza da consciência do Michael, que conheceu a realidade de todos os continentes e se sensibilizou com inúmeras causas, fazendo com que na casa da dona Deise o cantor tivesse virado uma referência humana e até mesmo paterna para os seus filhos.
“Muita gente pensa que eu já fiz aula de dança”, comentou o Matheus. A verdade é que muita gente pensa muita coisa vendo esses irmãos dançando. Eles comentaram sobre a moradora de rua que via não apenas aquele show, mas todos os shows, todos os dias em que eles se apresentam na Paulista, assim como contaram a história da moça que estava doente, indo para o hospital, e ao ver o show durante alguns minutos os agradeceu falando que a curaram. Eles também me mostraram um monte de presentes que recebem, como DVDs e roupas típicas do Michael.
Detalhe que cada informação sobre o Michael Jackson é provida de um emaranhado de lembranças sobre o cantor. Durante tudo isso me lembrei, por exemplo, do meu jogo do Master System em que o Michael jogava seu chapéu para destruir os inimigos e é claro, do filme Moonwalker. Bem, esse eu achei no Youtube e acho legal colocar aqui para encerrar essa experiência. Dá pra assistir o filme agora e na sexta, sábado ou domingo dar uma passadinha na Paulista e prestigiar os filhos da dona Deise, afinal, salve o Rei do Pop!
M5

Adolfo Martins

Adolfo Martins é comunicólogo, presepeiro e criador do Não Só o Gato. Rebolou para conseguir alguns diplomas e, até o momento, já se aventurou profissionalmente na noite e na área de comunicação de uma grande instituição de ensino. Adora bolo de laranja com teorias polêmicas e um bom espresso.

 Fonte:  Blog: Não Só o gato

23 de jun de 2013

Dia 25 de Junho

Dia 25 de Junho completará 4 anos que nosso rei Michael se foi, como se todo mundo aqui não soubesse... mas pra mim isso continuará sendo um tabu por muito tempo ! pois não sei se comemoro ou choro a morte dele TODOS AQUI SABEM QUE PELA MORTE DO MIKE E PELO LUTO DE MINHA MAE QUE CONHECI O REI ! é tanta coisa em minha cabeça que fico até tonto , todos que me veem precisam me lembrar disso mesmo sabendo que sei muuuito bem disso tento não ficar triste mas caindo a fixa que nunca poderei vê-lo ... ele mudou a minha vida ... eu não sei como alguém pode amar uma pessoa que nunca viu na vida , nunca vai ver e nem mesmo chegou perto , sei que o amo de todo o meu coração! deixo aqui o meu luto pelo nosso Michael ! E EU SÓ AMEAÇO MAS AINDA FAÇO UMA TATOO EM HOMENAGEM AO MIKE ! ME AGUARDEEEM

2 de mai de 2013

Dia Mundial da Dança - por Patricia Visconti

Dia Mundial da Dança - por Patricia Visconti, para "O barquinho Cultural"

Michael Jackson Covers - Av. Paulista / SP


Fazendo um tributo ao eterno Rei do Pop, esses irmãos se juntaram para homenagear Michael Jackson e consolar a mãe, que estava muito comovida após a morte do cantor e seus filhos resolveram dublar e dançar  influenciados pela arte e pelo exemplo de vida de Michael Jackson.

Quem puder conferir os garotos dançando, basta aparecer todo fim de semana na Avenida Paulista, pois com certeza será um show de música pop e uma homenagem cheia de emoção ao Rei do Pop.

Fonte: http://www.barquinhocultural.com/2013/05/total-flex-mexendo-o-corpo-no-ritmo-da.html

5 de fev de 2013

Participação especial do Slash ( Moises Oliveira) em Black or White.

Participação especial do Slash ( Moises Oliveira)!!!
A introdução ficou d++ . Isso aí, valeu amigo!

12 de dez de 2012

Dezembro na Av Paulista

Dezembro é assim: animado, lotado e quente...em todos os sentidos.
Quando o publico que se junta pra assistir começa a interagir conosco, não tem preço. Vejam:






A crianças sempre se encantam pela arte de Michael, não poderia ser diferente, né


A galera!!



   

27 de nov de 2012

Músicas do Bad 25 no nosso repertório!!

Al Capone, Dirty Diana, Hearthbreak Hotel e Another part of me. Quem aí curte???






26 de nov de 2012

Homenagem á Michael Jackson emociona plateia

No último domingo, 18 de novembro, o Centro de Convenções foi palco de um belíssimo espetáculo que homenageou o Rei do Pop, Michael Jackson. O evento foi realizado pelo Studio de Dança Magdala Mattos, com a colaboração da escola Externato São José, da APAE de Atibaia e do restaurante Fran’s Café.
Os ingressos foram adquiridos por meio de doação de caixas de leites para a APAE de Atibaia.

Quem pensa que a emoção ficou por conta apenas das referências ao homenageado Michael Jackson, se engana, as apresentações de dança, as performances dos artistas, capoeiristas e a participação de jovens e crianças da APAE de Atibaia também envolveram e contagiaram o público presente do começo ao fim do espetáculo.



Uma retrospectiva da vida de Michael Jackson foi relatada por meio de suas canções de sucesso durante sua brilhante carreira.
As músicas ganharam coreografias especiais e figurinos muito bem preparados.


 Para dar início ao espetáculo, a bailarina Gabriela Novaes dançou acompanhada da dublagem do artista mirim, Davi Jackson. Dando continuidade a apresentação foi a vez das pequenas bailarinas do Baby Class, com a música “I Want To Back”.



A terceira apresentação agitou a plateia, ao som de “Billie Jean”, os bailarinos Lucca Mattos Porto e Thiago Rufino arrasaram na dublagem e na coreografia inspirada nas performances de Michael Jackson. Apesar da incrível apresentação de Lucca, quem conquistou a plateia foi Thiago Rufino, portador de Síndrome de Down, que mostrou a todos que não há limites para as habilidades artísticas e arrasou no palco.




A quarta apresentação trouxe as pequenas do sapateado ao som de “ABC”, que com um figurino lindo agradou o público presente, assim como as bailarinas da apresentação realizada em seguida, com a música “One Day in your life”.


A presença dos irmãos Jackson arrancou palmas com a música “Beat It”. Os irmãos paulistanos, fãs de Jackson trouxeram ao palco do Centro de Convenções suas brilhantes coreografias em homenagem ao Rei do Pop. Davi Jackson, Felipe Jackson e Matheus Jackson conquistaram as crianças, os jovens e os adultos presentes.






 Em seguida a linda canção “Earth Song”, com coreografia de Magdala Mattos trouxe as bailarinas representante diversos animais da natureza, em uma apresentação emocionante. Logo depois foi a vez das sapateadoras tomarem conta do palco ao som de “Smooth Criminal”.





Novamente no palco, Matheus Jackson arrasou na dublagem ao som de “Dont’t Stop Till Get Enough”.  Para dar continuidade ao clima emocionante da apresentação, foi a vez dos bailarinos da APAE ganharam o carinho do público.




Ao animado som de “They don’t care about us”, eles fizeram bonito e demonstraram todas as suas habilidades. Em seguida quem ganhou o palco foram os bailarinos que dançaram “Dangerous”. E após, mais uma brilhante homenagem de dublagem de Matheus Jackson.





Enquanto o público se recupera da emoção das últimas apresentações, foi surpreendido pelos terríveis e assustadores integrantes da coreografia de “Triller”. A coreografia contou com a participação de boa parte dos bailarinos do Studio de Dança Magdala Mattos, e de algumas mamães de bailarinas que aproveitaram para relembrar seus talentos.




Para finalizar a apresentação, o tom emocionante voltou ao palco, onde a bailarina e coreógrafa Magdala Mattos apresentou todos os participantes do espetáculo, recebeu homenagens de suas bailarinas, filhos e marido, ao som de “Heal the Word”. Para fechar com chave de ouro a apresentação, Magdala recebeu o carinho de suas bailarinas e bailarinos com um grande abraço coletivo.



Agradeço imensamente a APAE pela oportunidade que só me engrandeceu como pessoa, em especial a Kátia, que acreditou no meu trabalhou. 
Agradeço a Giseli Apud do Fran’s Café que realizou o sonho de algumas crianças de participar deste espetáculo e por sempre confiar em meu trabalho. 
Agradeço a equipe do Externato São José, envolvida em fazer o melhor. 
A todas as mamães por sua paciência pelos ensaios e colaboração, e aos meus queridos alunos que não mediram esforços para estarmos juntos fazendo o que mais gostamos: dançar!”, declarou Magdala Mattos sobre seu belíssimo espetáculo.


Gabriela Ferraz

Fonte